Topo

O Projeto Ciência na Estrada – Museu Interativo, hoje denominado Museu Itinerante Ponto UFMG, nasceu em 2006 para desenvolver ações articuladoras visando aproximar o conhecimento científico produzido nos centros de pesquisa de instituições como a UFMG e a sociedade.
A motivação para o empreendimento surgiu a partir de alguns aspectos da realidade científico-tecnológica, dentre eles: a carência de material, laboratório e equipamento científico e tecnológico nas escolas; a falta de acesso de grande parcela da população ao ensino de qualidade da ciência; a exclusão desta população do contato com tecnologias; a crença de que uma população com educação científica e tecnológica básica estará em melhores condições de pensar e atuar na sociedade em que vive e a constatação, por meio de consulta formal a algumas prefeituras do nosso estado, de que aquelas comunidades demonstram grande interesse e disponibilidade para receber um museu itinerante de ciência e tecnologia.
Nesta perspectiva, foi desenvolvido e elaborado o Projeto para concorrer a um edital de auxílio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), que aprovou o necessário apoio para iniciar a execução do projeto.
De junho de 2008 em diante, a equipe do Projeto começou a utilizar em eventos alguns dos experimentos desenvolvidos para o Museu Itinerante, tendo por objetivo avaliar sua didática, funcionalidade e durabilidade.
A equipe do Museu Itinerante participou da “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia” dos anos de 2007 e 2008. Já em 2009, assumiu a organização do evento pela UFMG, com o evento na Estação Vilarinho intitulado: Esse trem chamado Ciência. Na oportunidade, os experimentos já adquiridos e produzidos também foram expostos. Adicionalmente, foram realizadas oficinas programadas pela equipe do museu, também visando testar a metodologia e os materiais didáticos.
Durante esse período de adaptação e construção, outras importantes parcerias foram firmadas: Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, Secretaria de Educação de Minas Gerais, CAPES, CNPq, INCT de Medicina Molecular e muitos outros.
No dia 4 de julho de 2012, o Museu Itinerante Ponto UFMG foi finalmente inaugurado em uma solenidade na Reitoria da UFMG. O caminhão e sua exposição externa foram montados na Praça de Serviços da Universidade e atraíram a curiosidade de muitos alunos e outras pessoas que passavam por ali. Além da presença da mídia, a cerimônia contou com a participação do Reitor, Professor Clélio Campolina Diniz, e da Vice-Reitoria Professora Rocksane de Carvalho Norton, da Pró-Reitora Adjunta de Extensão, Professora Maria das Dores Pimentel Nogueira, da subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica da Secretaria de Educação de Minas Gerais, Raquel Elizabete de Souza (representando a secretária de educação Professora Ana Lúcia Gazzola); do presidente da FAPEMIG, Prof. Mário Neto, do Prof. Ildeu de Castro Moreira, do Departamento de Difusão e Popularização de Ciência e Tecnologia, da Professora Carmem de Caro, Diretora da Escola de Educação Básica e Profissional (EBAP) da UFMG e da coordenadora do Projeto Museu Itinerante Ponto UFMG e diretora do Centro Pedagógico da UFMG, Professora Tânia Margarida Lima Costa.
            Para 2013, a itinerância e os projetos de Divulgação e Educação Científica e Cultural continuam.